03/10/2011

Um novo Evanescence

A pausa entre “The Open Door” e o quase lançado álbum “Evanescence” fez a banda liderada por Amy Lee se reinventar. Novos arranjos, músicas que conquistam o mesmo público (que podem abrir brechas para novos fãs) e também mais maturidade.

A apresentação no Rock In Rio abre um período de um novo Evanescence. Sem covers no show, o setlist variou sucessos de “Fallen”, “The Open Door” e o novo “Evanescence”. O que ouvi comentários é que Amy Lee alcançou ao vivo as notas mais altas das músicas sem desafinar, mas o que acredito é que na verdade a vocalista se movimentou de um lado pro outro de um jeito diferente o que evitou o cansaço desnecessário. Também soube dosar as sequencias no piano no momento certo. Não foi por isso que passou menos emoção na performance.

Logo na primeira música “What you Want” ela demonstrou superioridade e mostrou que o show iria mesclar as novas canções com os antigos sucessos. Quando o piano preto surgiu no palco era o momento de relembrar “My Immortal”. O público não deixou por menos e cantou muito alto a música que estourou nas rádios de todo o mundo.

Em seguida...outra música nova, também no piano. “A próxima tocaremos pela primeira vez ao vivo”, avisou Amy. Era o início de “My heart is broken” (que torço para ser um single).

A abertura da nova turnê do Evanescence, com a apresentação no Rock In Rio, foi finalizada com “Bring me to life”, o sucesso que projetou a banda para o mundo.

Amy Lee retribuiu os presentes com um “Muito obrigada” fofo e tímido ao mesmo tempo. Cumpriu a lição de casa, agradou os fãs e talvez até o público que esperava as outras bandas. Sorte ao renovado e renomado Evanescence.

Foto: Marcelo Mattina/Grudaemmim


Um comentário:

Joy_Camila disse...

Adorei o seu texto! Parabéns ;) EVANESCENCE IS BACK!!!